<$BlogRSDUrl$>


Acessórios no yoga 

Mais um acessório... assim à primeira vista parece bastante confortável. Deve favorecer a postura porque a base de apoio é melhor.. enfim, só experimentando.



Para descobrir aqui.

Comentários:
(se não se quiser registar escolha o modo anónimo e pode assinar no próprio comentário)


Bem, isso quase que me parece perigoso! :-) Eu faço exactamente com essa colocação de mãos, só não utilizo o acessório! Aos poucos o meu corpo vai-se adaptando e ganhando estrutura para avançar na boa execução do asana. No início, por exemplo, ficava com algumas dores na cervical, mas com o tempo fortaleci a musculatura e agora estou à vontade. Parece-me que pode ser o inconveniente dos acessórios, não te permitem ver até onde deves e podes avançar com o teu corpo, ou seja, podem-te limitar a consciencia corporal.... São muletas.... Que acham?
 

Eu coloquei aqui a foto na sequência do tema dos acessórios e apenas a título de curiosidade. Nem sequer sei se essa coisa funciona, mas segundo o site a função é mesmo aumentar a segurança no asana (não sei se mesmo com o aparelho é possível cair para trás.. aí poderia ser perigoso).
Eu acho importante a existência de acessórios, nomeadamente quando exista algum tipo de fragilidade corporal da pessoa que lhe traga dificuldades em determinada postura; neste caso, será igualmente importante o abandono do acessório à medida que se for evoluindo, e se isto for possível, para assim fortalecer os músculos envolvidos e ganhar consciência dos mesmos, como diz a Andreia. Um bom exemplo da utilidade de acessórios no yoga são os praticantes de idade mais avançada que tenham alguma rígidez física.
 

Em pouco tempo já quase dominava o asana.... Já esticava as pernas com bastante segurança e oscilava entre o perfeito equilibrio e alguns momentos em que exercia alguma força com os braços.... Sentia-me segura ao ponto de não ter receio algum na elevação!! Há dois dias caí!! :-) Cai de lado e por sorte não acertei em ninguém!! :-)
 

Eu nunca caí ehehehe.
Enquanto aprendia a equilibrar-me minimamente usei sempre a parede, e agora que faço sem parede, nunca caio.
Se calhar é o meu subconsciente que me protege ao não me deixar dar aquela pontinha extra de alongamento.
Embora consiga fazer a postura e ficar perpendicular ao chão, talvez pudesse soltar-me e esticar-me mais, fazendo uma postura mais equilibrada e sem colocar tanta força nos braços.
O que me falta é realmente a segurança da parede mas como já não posso usá-la tenho que aprender a cair (enrolar no chão).
Talvez aproveite o verão para ir treinar para a areia da praia :-)
 

NÃO USEM A PARDE! Correm o risco de partir o pescoço se cairem para trás! Sei que parece alarmista, mas é verdade. Quanto aos acessórios, para quê depender deles, se é possível fazer esse ásana apoiando os antebraços no chão e cruzando-os atrás da cabeça? O equilíbro é muito maior assim.
 

Nunca tinha pensado nisso mas se pensarmos bem tem lógica... se for uma pessoa com pouca força no pescoço ou que esteja a começar a fazer esta postura e não tenha ainda muita consciência da força e equilíbrio que pode ter no pescoço pode magoar-se seriamente. É que se fizermos sem parede e nos desiquilibramos, caimos no chão e pronto... mas se estivermos a usar a parede pode acontecer que ao perdermos o controlo do equilíbrio e "desistirmos" da postura, deixamos de fazer força no pescoço e como a parede não nos deixa cair há o risco de torcer..
A minha primeira professora de yoga costumava contar que deslocou uma vértebra cervical enquanto fazia sirshasana (não sei se foi com ou sem parede).
Eu sou adepto do uso da parede porque me facilitou muito no início... aconselho para pessoas que tenham muita dificuldade nesta postura porque permite ir fortalecendo o pescoço gradualmente, tentando desencostar da parede aos poucos e "brincando" com a postura.
Mas nunca são demais estes alertas porque é preciso muito cuidado e sobretudo orientação duma pessoa experiente.
Sobre a questão que deixas sobre os acessórios já dei opinião atrás e nos posts anteriores :)
Foi pena não teres assinado, Ana.. já te mandei o mail para te registares e depois já aparece o teu nome automaticamente.
Como costumo dizer a todos os que escrevem aqui pela primeira vez, desafiava-te a falar um pouco do teu percurso no yoga.. há quanto tempo praticas.. que estilo, etc.
 

Clique aqui para comentar






This page is powered by Blogger. Isn't yours?